Associações e Institutos Gemológicos
Início » Associações e Institutos Gemológicos: conheça os principais

Associações e Institutos Gemológicos: conheça os principais

Todos sabemos que as pedras preciosas e, em especial, os diamantes, são um dos ativos mais valiosos do mundo. A verdade é que, se nos dedicarmos a investir nelas, teremos um substancial fundo econômico praticamente assegurado para o futuro. Nesse contexto, é imprescindível conhecer a fundo as mais importantes Associações e Institutos Gemológicos do mundo.

Sempre que vamos adquirir uma pedra preciosa – sejam diamantes, esmeraldas, água-marinha, turmalinas ou opalas – devemos levar em consideração um aspecto crucial: a autenticidade das gemas. Por essa razão, atualmente existem certificados gemológicos que indicam o valor exato dessas pedras, além de oferecer todos os dados necessários para conhecer suas características.

Uma vez que há muitas Associações e Institutos Gemológicos que emitem esse tipo de certificado, apresentamos, ao longo deste post, alguns dos organismos mais sérios e respeitados no ramo, a fim de garantir a segurança de suas transações. Boa leitura!

Associação Brasileira de Gemologia e Mineralogia (ABGM)

A ABGM foi fundada no ano de 1955 como um órgão de utilidade pública, com atuação tanto a nível federal quanto estadual. Entre seus objetivos principais encontram-se o desenvolvimento de iniciativas junto ao setor privado e ao governo, fato que lhe conferiu grande destaque entre as Associações e Institutos Gemológicos brasileiros.

Durante os seus 63 anos de existência, a ABGM tem buscado a modernização e o desenvolvimento de ações extrativas, bem como do beneficiamento, transformação, comercialização, aprimoramento técnico e legislativo do setor no Brasil.

Associações e Institutos Gemológicos

Gemological Institute of America (GIA)

O Instituto Gemológico dos Estados Unidos da América (GIA, na sigla inglesa), é uma das organizações mais representativos e relevantes entre as Associações e Institutos Gemológicos de todo o mundo. Trata-se de um organismo sem fins lucrativos que se dedica ao estudo e pesquisa de gemas.

Veja também – Pedras Brasileiras: conheça 7 que são simplesmente incríveis!

Graças a entidades como essa, podemos conhecer perfeitamente as características de todas as pedras preciosas. Todavia, o GIA também está envolvido na investigação para o desenvolvimento constante de novas tecnologias.

O Gemological Institute of America foi fundado em 1931, sendo o primeiro, entre as Associações e Institutos Gemológicos, a ser criado para cumprir todas essas tarefas.

Embora tenha prestado os melhores serviços desde sua criação, foi a partir de 1953 que o GIA adquiriu protagonismo internacional, devido à criação do Sistema Internacional de Classificação de Diamantes.

Instituto Gemológico Español (IGE)

O Instituto Gemológico Espanhol (IGE) é uma organização sem fins lucrativos, fundada em 1967 pelo Sindicato dos Joalheiros de Madrid e um grupo de joalheiros e gemologistas independentes.

Entre as Associações e Institutos Gemológicos europeus, o IGE se destaca por ter sido criado por pessoas e entidades interessadas na realização de estudos aprofundados na ciência, então emergente, da gemologia, bem como em sua divulgação e ensinamento.

O IGE emite certificados aceitos em toda a União Europeia (não se esqueça de que distintas gradações no ranking de qualidade podem significar diferenças muito grandes no preço), baseados no trabalho de laboratórios gemológicos reconhecidamente sérios e imparciais.

Canadian Institute of Gemmology (CIG)

O Instituto Canadense de Gemologia (CIG, na sigla inglesa) funcionava inicialmente sob o nome de “Instituto de Gemologia do Pacífico” (fundado em 1983) e era um centro de ensino aliado da Gem-A (Associação Gemológica da Grã-Bretanha) até estabelecer seu próprio programa de certificação no final da década de 1980.

O CIG é uma instituição sem fins lucrativos constituída com a Patente de Cartas, datada de 28 de setembro de 1990 sob o Ato de Corporações do Canadá – instrumento jurídico que regula e fiscaliza todas as atividades civis e empresariais daquele país.

A escola do CIG foi registrada na Agência de Instituições de Treinamento de Carreira Privada (PCTIA, na sigla inglesa) e permaneceu ativa de 1983 a 2006 como uma das principais Associações e Institutos Gemológicos do mundo, formando uma geração de renomados especialistas em Gemologia.

Como a escola não oferecia programas de treinamentos, teve o seu registro cancelado. Naquele momento, a impressão dominante era a de que o CIG perderia seu protagonismo entre as Associações e Institutos Gemológicos da América do Norte.

Porém, isso não impediu que CIG fosse aprovado pelo Ministério do Trabalho e Emprego como uma instituição profissionalizante. Isso permitiu que os estudantes canadenses obtiveram o direito a um crédito fiscal de ensino – dedutível de seu imposto de renda.

Essas mudanças burocráticas permitiram a continuidade do excelente trabalho de formação do CIG que passou a receber inscrições de interessados de todas as partes do mundo, inclusive do Brasil.

Associações e Institutos Gemológicos

Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM)

O IGBM é uma organização criada em 1977, de caráter privado e sem fins lucrativos. Seu objetivo principal consiste em promover, representar, desenvolver, integrar e mobilizar a cadeia produtiva de relógios, gemas, bijuterias e joias, articulando os diferentes interesses e estimulando a troca de informações e o estabelecimento da confiança junto aos consumidores.

As atividades do Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos visa integrar 3 diferentes áreas: ambiente interno, ambiente externo e acesso aos mercados:

  • Ambiente interno: envolve capacitação e treinamentos visando o aumento da competitividade das empresas nacionais;
  • Ambiente externo: aprimoramento das condições necessárias para o desenvolvimento e abertura de negócios, nos âmbitos administrativo, fiscal e legal;
  • Acesso aos mercados: objetiva facilitar e simplificar o acesso das empresas brasileiras aos distintos mercados existentes.

Para cumprir essa missão, o IGBM se diferencia de outras Associações e Institutos Gemológicos, devido a sua atuação em diversas frentes, tais como:

  • Institucional e política (para defender os interesses de seus representados);
  • Informacional (a partir da divulgação de informações, estudos, estatísticas e pesquisas);
  • Técnica (com o oferecimento de cursos e treinamentos de capacitação gerencial e de serviços);
  • Promocional (por meio de ações de apoio a eventos do setor, com foco no posicionamento e na construção da imagem do setor).

Institut National de Gemmologie (ING)

Tudo começo em 1962, quando profissionais, amadores e pesquisadores fundaram a Associação Francesa de Gemologia (ING, na sigla em francês). Cinco anos depois, em 1967, o ING começou a receber estudantes para formar futuros gemologistas.

Durante meio século, o Instituto aperfeiçoou e desenvolveu um modelo de treinamento reconhecido internacionalmente. Nos dias atuais, enquanto membro da Confederação Internacional de Joelharia e Ourivesaria (CIBJO, na sigla francesa), o ING é líder mundial em ensino e pesquisa sobre o tema.

A partir de 2007, a Associação Francesa de Gemologia passou a oferecer formação em todas as áreas relacionadas à gemologia, tanto com módulos curtos (cursos com duração de uma semana) quanto com cursos de graduação completos e, portanto, mais longos.

Deixe seu comentário