Início » Pesquisas e estudos sobre pedras: origem dos tipos e cores

Pesquisas e estudos sobre pedras: origem dos tipos e cores

As pedras ou gemas são fontes de boas energias. Também são utilizadas como adornos pessoais, por possuírem uma durabilidade e beleza. São muito usadas em países como Europa e Ásia e vêm crescendo fortemente na população brasileira.

Geralmente, são substâncias inorgânicas, em sua maioria, minerais, que podem ser chamados de gemas ou pedras preciosas. Existem diversos tipos de pedras e, neste artigo, citaremos algumas delas e seus benefícios, além de entendermos melhor a sua origem.

Gemologia: a ciência das pedras preciosas 

Gemologia é o estudo das pedras preciosas. Ele trata de pesquisas acerca dos componentes químicos que constituem o material da pedra, que podem ser os de origem orgânica, que são feitos em laboratórios; e os de origem inorgânica, que são feitos de forma natural, de rochas, minérios e pedras.

Um gemólogo possui a capacidade de identificar os diferentes tipos de pedras, sejam naturais, sintéticas, artificiais, bem como o material que a pedra é constituída.

Existem algumas regras para que uma pedra seja considerada gemológica. O objeto precisa possuir beleza, durabilidade e raridade. Estas características são comuns às pedras preciosas.

Alguns exemplos de pedras consideradas gemológicas são: quartzoesmeralda, rubi, diamante, marfim, pérola, âmbar.

A origem das cores das pedras

As técnicas nucleares dos anos 80 influenciaram positivamente nos estudos acerca das cores das pedras preciosas. Atualmente, aproximadamente 70% da produção mundial de pedras usufruem das técnicas semelhantes às da natureza para aumentar o valor comercial.

São inúmeras técnicas de tratamento, como, por exemplo, tratamento térmico, tingimento com corantes nas pedras ágatas, a utilização de determinados líquidos para corrigir imperfeições nas gemas, radiação eletromagnética: raios gama e feixes de elétrons, que são utilizados para modificar cores ou estimulação de cores em topázios que não possuem cor, turmalinas, quartzo, diamantes, kunzita e berilo.

A prática de tingimento das pedras é muito comum. Porém, as mais valiosas são as de cores naturais.

Tipos de pedras preciosas

Existem mais de 30 tipos de pedras preciosas. A seguir, apresentamos as principais, com as suas características e benefícios:

Ágata

É considerada uma pedra calcedônia, conhecida por ser uma variedade de quartzo. É usada como enfeites em ambientes, desde muitos anos atrás.

É caracterizada por sua variedade de cores, que são distribuídas em linhas alternadas, em diversos formatos. A ágata é formada em rochas vulcânicas e é um cristal composto de outros minerais, como calcita, siderita, goethita e zeólita, entre outras variedades de quartzo.

Suas cores variam entre tons de vermelho, laranja, marrom e cores claras, como branco, cinza-azulado e cinza, podendo ser tingida artificialmente, um processo usado desde o século XIX. Cerca de 90% de ágatas vendidas no mundo inteiro são tingidas.

Compre Cristais e Pedras na Amazon





O Brasil é um dos maiores produtores da pedra, principalmente no Rio Grande do Sul, que produz ágata desde 1830. Além do uso comercial, a pedra pode ser usada para fins de cura energética, equilíbrio de energias e, também, há crenças de que a pedra atrai riquezas.

Água-marinha

É uma variedade de um mineral, também denominado berilo. Possui cor azul ou esverdeada, em tons bastante claros, parecidos com a água do mar. Os cristais da água-marinha têm formato prismático, hexagonal e possuem um peso de até 100kg.

É uma das pedras preciosas mais típicas no Brasil. Em Minas Gerais, há uma grande fonte de águas-marinhas, sendo a mais valiosa em todo o mundo. Esta pedra também é produzida em outros estados, como Rio Grande do Norte, Ceará, Alagoas e, também, na Paraíba.

A água-marinha não é sintética. É azul e, quanto mais escuro for o tom, mais cara a pedra será. A pedra é utilizada para alcançar paz interior, despertar espiritual e, também, em rituais de purificação.

Âmbar

É considerada uma resina fóssil, cuja cor é de tom amarelado, podendo variar entre marrom-escuro e, também, um marrom-esverdeado, avermelhado ou branco.

Não é considerada uma pedra preciosa, por ser orgânica. Possui um peso muito leve, capaz de flutuar, caso seja colocada em contato com água salgada. É usada para fins decorativos e de fácil cuidado.

Um fato muito relevante é que o âmbar, quando é colocado em contato com um pano de lã, fica eletrizado, podendo atrair pequenos objetos que sejam leves, como papel, entre outros.

É uma pedra produzida originalmente na Rússia, Alemanha e Itália. Nunca foi encontrada no Brasil.

Ametista

Uma pedra muito famosa e admirada por possuir uma coloração roxa, muito bonita. É uma variedade de quartzo, podendo ser transparente ou semitransparente.

Pode ser encontrada em cavidades de rochas vulcânicas e em outros tipos de rochas. É usada para fins espirituais e, também, como objeto de ornamentação.

Os cristais de ametista podem atingir grandes proporções. Geralmente, são um pouco pesados, podendo chegar até 250 kg.

Não é recomendável expor ao sol, pois pode enfraquecer a cor da pedra, principalmente com as que são encontradas no Brasil. Porém, a sua cor pode ser recuperada com raio X.

Caso seja aquecida a, aproximadamente, 475°C, a ametista pode ser transformada em outros quartzos de tonalidades diferentes.

A pedra ametista é usada também para proteção daqueles que usufruírem. Ela também significa evolução e crescimento espiritual e, ainda, é considerada uma pedra que gera vitalidade e saúde ao físico, mental e espiritual.

Diamante

O diamante é a pedra mais cara de todo o mercado. É completamente diferente das outras gemas. Sua composição tem carbono puro, como o grafite, mas é muito diferente desse mineral, na densidade, dureza e na cor.

Na maioria das vezes, é transparente, incolor e, raramente, em cores bem claras. Os diamantes, pelo menos 99,9%, são transparentes ou em leves tons de amarelo. Quanto menos colorido um diamante for, maior será o seu preço.

O diamante pode ser encontrado em tons de amarelo, castanho, cinza, preto, branco leitoso, azul e, em raríssimas vezes, vermelho.

Possui um brilho muito intenso, denominado adamantino, que é considerado a substância mais dura existente. Por isso, para serrar ou polir a pedra, é necessário partir o diamante.

O diamante é uma pedra muito peculiar. Mesmo que seja constituída de um material muito duro, é difícil de ser riscado. Porém, é muito fácil de quebrar.

Pode ser encontrado na África do Sul, Austrália, Índia e, em 1730, foram descobertas jazidas brasileiras. Desde então, o Brasil se tornou o maior produtor de diamante do mundo.

Esmeralda

A esmeralda é muito parecida com a água-marinha, por também ser uma variedade de berilo. Porém, sua cor é um verde intenso, de tons médios a escuros.

Seus cristais são em formatos hexagonais e prismáticos. Porém, não são transparentes como a água-marinha, pois são constituídos também de fraturas e fissuras, que são preenchidas por impurezas. Possuem uma lapidação própria, chamada de lapidação esmeralda.

As primeiras esmeraldas surgiram no Egito. Atualmente, não há mais produção neste país. Países como Colômbia, Zâmbia, Zimbábue, Tanzânia, Madagascar e Brasil são os maiores comerciantes de esmeralda.

A esmeralda é considerada uma das três gemas mais valiosas, perdendo somente para diamante e rubi.

Além disso, a esmeralda é conhecida por ser a pedra da sorte. Por possuir uma cor esverdeada, há crenças de que a pedra traz prosperidade e sucesso, sorte no amor e, também, é usada para fins terapêuticos, pois possui uma forte potência rejuvenescedora.

Rubi

Éuma variedade de coríndon. Tem cor vermelha intensa e é formada por pequenos cristais em formato hexagonal, cujo o brilho é vítreo, encontrados em mármores basaltos, cascalhos e dolomíticos.

É uma das pedras mais valiosas do mundo, principalmente as vermelhas-escuras e de cor púrpura. Para fins espirituais, a pedra rubi transmite confiança e segurança, auxilia no sucesso do indivíduo, atrai positividade e boas energias.





Deixe seu comentário